Carnaval pode ficar sem o desfile das escolas de samba em Poços, MG Destaque

  • Terça, Jan 31 2017
  • Escrito por 

Poços de Caldas (MG) pode não ter os tradicionais desfiles das escolas de samba no carnaval deste ano. A prefeitura alega que Associação das Escolas de Samba (AESB) da cidade não realizou as prestações de contas do carnaval do ano passado dentro prazo e informou que os documentos também apresentavam erros.
A AESB foi notificada na tarde desta segunda-feira (30) e agora tem cinco dias para recorrer. Só depois, a prefeitura vai analisar toda a documentação novamente e, se estiver tudo correto, poderá liberar a verba para que os desfiles sejam realizados neste ano.

Fonte: G1 do Sul de Minas

De acordo com o presidente da associação, João Artegnan Cerqueira de Lima, o atraso na prestação de contas se deu por um problema na emissão das notas fiscais.
“Esse ano a prefeitura teve um problema, que só o contador vai esclarecer isso, no sistema do Gefisc, que é um emissor de notas. Nós tivemos a nota da AESB, lá atrás, em março de 2016, a nota foi emitida no prazo correto. Nós emitimos a nota no valor de R$ 340 mil, recolhemos o ISS, está tudo direitinho, só que depois dessa nota da AESB, nós temos que emitir uma nota individual de cada escola. Nós estamos prestando a conta de novo, de como gastamos o dinheiro, que é a chamada prestação de contas individual. Então, nós já estamos prestando as contas de novo e nessa prestação não conseguimos emitir a nota de novo, porque a nota era sobretaxada com mais 5%. Então terminamos o carnaval sem dinheiro e nós íamos arrumar mais dívida para a escola? Não. Fomos protelando e pedindo poder resolver o sistema da nota, corremos muito atrás disso e através do próprio pessoal da prefeitura conseguimos resolver o problema”, explicou Lima.

O desfile das escolas de sambe é uma das atrações mais tradicionais do carnaval de Poços de Caldas. Ao todo seis agremiações disputam o título este ano. Entretanto, sem a verba de R$ 340 mil reais, a associação acredita que não haverá desfile.

“O nosso carnaval é uma festa de qualidade. Nós lutamos muito. Trabalhamos dia e noite, talvez tenha escola que trabalhe 24 horas por dia para deixar tudo pronto, isso com a verba. Sem a verba não temos como fazer isso. Acredito sim, que se não sair a verba será muito difícil ter o desfile de carnaval”, lamentou o presidente da AESB.

Além das agremiações, comerciantes também se preocupam com a possibilidade dos desfiles serem cancelados, porque o evento é uma oportunidade para melhorar as vendas no período festivo. “É muito ruim para a gente, porque ajuda bem nas vendas”, disse o comerciante Marco Antônio Sampaio de Oliveira.

 

 

Avalie este item
(0 votos)
Publicado em Cultura
Redação

Website.: www.alfenasnews.com.br E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Entre para postar comentários

Publicidade