Terça, Mai 09 2017

O que mais se fala no Brasil hoje é o encontro do ex-presidente Lula com o Juiz Sérgio Moro na audiência de interrogatório da ação que trata do tríplex no Guarujá, e a pergunta que se faz pelos desejosos da prisão de Lula ou dos defensores do ex-presidente é se o Juiz poderá decretar a sua prisão. 

O juiz poderia decretar a prisão de Lula se existisse a possibilidade de Lula fugir para tentar frustrar a aplicação da pena em uma possível  condenação, tentar atrapalhar o andamento do processo como a intimidação de testemunhas ou destruição de provas e ainda se a sua liberdade causasse riscos à ordem pública, que são os elementos garantidores da prisão preventiva e não estão presentes.

Outra possibilidade que se poderia justificar uma prisão de Lula seria um “desacato” que traria outra polêmica para a questionada situação jurídica da Lava Jato, já que o Superior Tribunal de Justiça decidiu em recente julgado que desacato não é crime, portanto teria que ser colocado em liberdade, até mesmo pela pequena monta do até pouco tempo crime de desacato.

Outro ponto que se levanta é o depoimento do ex-diretor da Petrobrás Renato Duque que deu possíveis indicativos de participações de Lula no esquema de desvios da estatal e o provável pedido de destruição de provas. Estas afirmações de Duque além de dependerem de comprovações não estão relacionadas com o processo de que trata o interrogatório amanhã, portanto não poderá o Juiz ou o Ministério Público e nem mesmo a defesa fazer referência a estes fatos. Da mesma forma as acusações do ex-Presidente da OAS Leo Pinheiro.

Portanto, na minha humilde opinião, se tudo for tratado dentro da devida ordem jurídica, não existe possibilidade de Sérgio Moro decretar a prisão do ex-presidente Lula.

 

                                               Joselito de Souza – Advogado – 09-05-2017

 

Impeachment ou Renúncia Featured
Quinta, Mai 05 2016

Para não perder elegibilidade Dilma pode abrir mão voluntariamente do cargo político.

Dilma não retorna, seu governo acabou Featured
Terça, Abr 19 2016

O Senador Renan Calheiros recebeu na tarde de ontem das mãos do Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, o processo de impeachment que prossegue agora no Senado o seu rito processual.

PMDB rompe com Dilma hoje e acelera o fim da era PT no governo Featured
Terça, Mar 29 2016

Hoje o Professor e Advogado Joselito de Souza, fez uma análise sobre o ritmo do impeachment da Presidente Dilma. Como foi dito nos últimos vídeos, a era PT acabou. Começou ontem o desembarque do PMDB do governo Dilma.

Acompanhe o comentário de hoje de Joselito de Souza Featured
Sexta, Mar 18 2016

Câmara vai instalar processo de impeachment da Presidente

Quinta, Mar 10 2016

O Senador Renan Calheiros apontou ontem que não será possível segurar um possível pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Quinta, Dez 03 2015

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deu indicações ao Planalto de que, se os três petistas que integram o Conselho de Ética da Casa votarem pela abertura do processo por quebra de decoro, ele vai retaliar e dar prosseguimento a pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Quinta, Dez 03 2015

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deu indicações ao Planalto de que, se os três petistas que integram o Conselho de Ética da Casa votarem pela abertura do processo por quebra de decoro, ele vai retaliar e dar prosseguimento a pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Segunda, Out 05 2015

Na visão dos ministros Luís Inácio Adams (Advocacia-Geral da União) e José Eduardo Cardozo (Justiça), Nardes cometeu uma irregularidade ao manifestar opinião e antecipar publicamente o voto que deverá apresentar na sessão desta quarta-feira (7) do tribunal de contas. 

Pagina 1 de 2